CRCDF recebe secretário adjunto da Secretaria das Cidades

img_4795

O secretário adjunto da Secretaria das Cidades, Tiago Araújo Coelho de Souza, foi recebido no CRCDF pelo presidente Adriano Marrocos, pela vice-presidente de Administração, Darlene Paulino Delfino Lunelli e pelos representantes do Conselho: no Jardim Botânico e Lago Sul – Eduardo Raposo Massena, na Candangolândia, Núcleo Bandeirante e Park Way – Luiza Gomes Alencar Veloso, no Plano Piloto – Urley Antônio Nunes Carvalho, em Águas Claras – Gleice Farias Vieira e em Planaltina – Armias Pereira de Matos Neto.

A reunião realizada na terça-feira (30/05) foi uma continuação do encontro com o secretário da pasta, Marcos Dantas, realizado em abril clique aqui para saber mais e teve como assunto principal o atendimento nos balcões das Administrações Regionais.

Um levantamento feito pelos representantes do CRCDF nas Regiões Administrativas identificou os principais problemas, que foram apresentados, na ocasião, ao representante da Secretaria. Um deles é a lista de documentos exigidos, que varia de uma região para a outra confundindo os usuários do serviço. A ineficiência do atendimento e a demora nas consultas de viabilidade também foram reclamações recorrentes por parte dos representantes da classe contábil.

O presidente Adriano Marrocos lembrou o processo, iniciado pelo GDF, de descontinuidade do Registro e Licenciamento de Empresas, o RLE, que é constante motivo de reclamação por parte dos profissionais da área contábil. A vice-presidente de Administração, Darlene Paulino, lembrou o pedido do CRCDF, de incluir o Conselho nas reuniões que vão definir o processo de transição, com o intuito de apresentar os pontos importantes para os principais usuários do serviço, os contabilistas.

Ao receber os pedidos o secretário adjunto se comprometeu a conversar com os administradores regionais sobre o tempo de resposta das consultas de viabilidade e sobre as reclamações relacionadas ao atendimento, e também ficou de verificar a possibilidade de treinar os servidores que atendem nos balcões para uniformizar o atendimento, as exigências e as informações repassadas. Tiago Coelho também afirmou que uma portaria publicada recentemente pelo GDF permite a alocação de servidores de carreira no trabalho de atendimento, o que pode diminuir a rotatividade e os problemas apresentados pelos contabilistas. O presidente Adriano Marrocos sugeriu incluir contadores nesse atendimento e o secretário adjunto se comprometeu a checar se os profissionais estão contemplados pela portaria.

O representante da Secretaria das Cidades também falou sobre a Lei de Uso e Ocupação do Solo do Distrito Federal (Luos), que está sendo revisada. Ele explicou que o processo é aberto e pode ser acompanhado pelo site (www.segeth.df.gov.br), onde também pode receber sugestões e propostas de alteração no texto. E pediu o acompanhamento por parte dos representantes do CRCDF, para que incluam as observações que podem ajudar no embasamento das mudanças necessárias na Lei.