Transmissão do CRCDF aborda Empresa Simples de Crédito (ESC)

posseportaltransparenciaA Empresa Simples de Crédito, criada a partir da Lei Complementar nº 167, de 24 de abril de 2019, é uma pessoa jurídica que atua apenas na cidade onde está sua sede e nos municípios próximos, realizando operações de empréstimo, de financiamento e de desconto de títulos de crédito exclusivamente com recursos próprios.  Esse novo tipo de negócio foi o tema da palestra transmitida em tempo real pelo canal do CRCDF no Youtube na terça-feira (24/09). O debate foi conduzido pelo vice-presidente de Administração do Conselho – Daniel Fernandes, e teve a participação do conselheiro e professor Francisco Edivan da Silva.

Para o vice-presidente do CRCDF, Daniel Fernandes, o debate é importante, pois as informações sobre a ESC ainda são pouco divulgadas. “Ainda é uma novidade. Algumas pessoas confundem com Factory, mas é bem diferente. A regulamentação é distinta, e o processo é muito menos controlado de um ponto de vista burocrático, então é um mercado ainda tímido” explicou Daniel que acredita no formato de transmissão (via youtube) como importante ferramenta para disseminação de conhecimento.

Já o professor Edivan destacou a grande oportunidade que se abre para os contadores com mais essa novidade. “O contador carece de clientes, e é uma via de mão dupla porque uma ESC não caminha sem a figura do contador”, alertou o palestrante. Ele avaliou positivamente a legislação que implementa a ESC. “O Sebrae, que é idealizador, está de parabéns porque teve a sensibilidade necessária para perceber essa carência de mercado. A ESC é útil, viável, e tenho certeza que vai aquecer a nossa economia. Os empreendedores são os principais beneficiados pois têm seus projetos, mas têm dificuldades de acesso ao credito. O governo se beneficia também aumentando a arrecadação, e o contador ganha com a ampliação do leque de atuação e de clientes”, comentou Edivan.

Acesse o vídeo com a íntegra da transmissão

Ou veja o vídeo com a avaliação do palestrante