CRCDF e Receita Federal se reúnem para tratar das dificuldades enfrentadas pelos contadores

Representantes do Conselho Regional de Contabilidade do Distrito Federal (CRCDF) e da Superintendência Regional da Receita Federal do Brasil (RFB) – 1ª Região Fiscal reuniram-se, no último dia 27, para tratar da resolução das dúvidas mais relevantes apresentadas por empresários contábeis e contadores, relacionadas ao sistema da RFB.

O objetivo principal deste encontro foi apresentar à RFB as dificuldades encontradas pela classe contábil no uso dos sistemas disponibilizados para fazer a transmissão de informações e documentos.

“Um exemplo que foi colocado entre o grupo de jovens empresários contábeis é o chat on-line da Receita Federal. É muito difícil conseguir atendimento através daquele canal, podendo levar horas até sermos atendidos. Para conseguir alguma resposta através do chat, é preciso acessá-lo às 7 horas da manhã, ou seja, precisamos dormir na fila de espera”, pontuou o Coordenador da Comissão CRCDF de Jovens Empresários Contábeis, Hugo Almeida.

Segundo Tálsia Meira, chefe da Divisão Regional de Atendimento da 1ª Região Fiscal, a Receita Federal possui algumas limitações tecnológicas, em razão do grande fluxo de atendimento. Existem trabalhos sendo feitos para o aprimoramento das ferramentas disponíveis.

Outro ponto levantado durante o encontro foi a necessidade de haver uma forma de oferecer um atendimento especial aos profissionais contábeis registrados. “Gostaríamos que a Receita Federal oferecesse um acesso diferenciado aos contadores, tanto no atendimento virtual quanto no presencial, com identificação através do registro nos CRCs, para que o trabalho deste profissional ganhe celeridade e não fique disputando espaço em acessos e atendimentos com os demais contribuintes”, ressaltou Darlene Lunelli, Vice-Presidente de Administração do CRCDF.

“Contadores são mediadores entre o fisco e o contribuinte. Quando os órgãos atendem ao contador, eles acabam atendendo a um número maior de pessoas. Em nossa experiência com outros órgãos, sempre que há uma boa comunicação e reciprocidade, facilita para ambos os lados”, destacou Leonardo Mihsen, Coordenador da Comissão CRCDF em Assuntos Tributários.

“Nós devemos olhar para os contribuintes que querem ter uma vida fiscal saudável, e tentar diminuir as burocracias e exigências, que acabam prejudicando aqueles que deveriam ter a vida um pouco mais leve no âmbito fiscal”, disse Mihsen.

O Presidente do CRCDF, Alberto Millhomen, reforçou a importância desta aproximação do CRCDF junto à RFB: “Precisamos unir os nossos conhecimentos, seja ofertando cursos ou ministrando palestras, para melhorar a comunicação entre as entidades e os contadores.”

Também estiveram presentes nesta reunião o Conselheiro do CRCDF, Geraldo Lucimar e os membros da Equipe de Supervisão de Atendimento da 1ª Região Fiscal da RFB, Clarice Ferreira e Daniel Lemos.

Diante dos assuntos expostos, foi proposta a produção de palestras, em parceria entre o CRCDF e a RFB, que terão transmissão ao vivo pela internet, a fim de levar informações e perspectiva de soluções à classe contábil referentes aos temas apresentados em reunião. A previsão é que estas palestras aconteçam entre agosto e setembro, trazendo especialistas da área contábil e de tecnologia da informação para sanar as dúvidas apresentadas.