Receita Federal reúne-se com CRCs do Centro-Oeste

A Divisão Regional de Atendimento a 1ª Região Fiscal da Receita Federal do Brasil (RFB) reuniu-se de forma remota hoje, 16, com representantes dos Conselhos Regionais de Contabilidade (CRC) da região Centro-Oeste para mapear as dificuldades que a classe contábil tem enfrentado perante os serviços prestados pela RFB.

Estiveram presentes os representantes dos CRCs do Goiás, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal, representado aqui pela Vice-Presidente de Administração, Darlene Lunelli, e pelos os membros da Comissão do CRCDF de Assuntos Tributários, Leonardo Mihsen e Rafael Franch.

Dentro dos assuntos que mais geram problemas aos profissionais da contabilidade, o CRCDF apurou a falta de informações na fiscalização da ECD/ECF, os ganhos de capital (imóveis rurais, heranças e venda de cotas) e a operacionalização da PER DECOMP e do E-Processo.

Durante a reunião, Darlene Lunelli enfatizou a importância de estabelecer um método para garantir um atendimento especial aos contadores registrados. Foi sugerido que a Receita Federal disponibilizasse um acesso diferenciado para os profissionais contábeis, tanto nos serviços online como nos atendimentos presenciais. Este acesso seria concedido mediante a verificação de seus registros nos CRCs, visando agilizar o trabalho desses profissionais e evitar a competição por espaço nos serviços e atendimentos com outros contribuintes.

Os demais CRCs farão o mesmo levantamento em suas regiões e levarão ao conhecimento da RFB em um próximo encontro.

A proposta da RFB é viabilizar, juntamente com os CRCs do Centro-Oeste, uma série de palestras ao vivo e on-line, para que estas dificuldades sejam resolvidas e as dúvidas sanadas.